22

Apesar das peras terem uma época de safra elas podem ser encontradas e consumidas o ano inteiro, sejam as nacionais ou as importadas (Portugal, Estados Unidos, Itália, Argentina, Chile e Austrália).

Mas o fruto está em seu melhor momento, demonstrando todo seu esplendor, sabor e frescor na safra, pois é quando o clima está nas condições perfeitas para seu desenvolvimento (se é que nos dias atuais podemos falar em condições climáticas perfeitas) e o fruto pode ser cultivado sem a necessidade de tantos aditivos químicos como agrotóxicos e hormônios.

Por requerer um clima quente para produzir fruto, já que as pereiras não são tão resistentes ao frio como as macieiras, o melhor mês realmente para encontrá-las no comércio é sempre no começo do ano.

A pera é rica em vitamina C, A e do complexo B e uma poderosa fonte de antioxidantes, possui baixo valor calórico e grande quantidade de fibras. Rica em ácido fólico, nutriente importantíssimo para as grávidas nos primeiros meses de gravidez, acompanha uma série de pratos salgados e pode ser utilizada em muitas preparações doces, além de ser par perfeito para queijos e saladas.

São muitas as variedades de pêras e cada qual com sua característica própria. Aproveite a oferta nos supermercados, feiras e hortifrútis para deixar a pera portuguesa de lado, provar novos tipos e descobrir o mundo riquíssimo (e super perfumado) desse fruto!

D´anjou: de pele verde, que não muda de cor mesmo quando bem madura, a pêra D´anjou é a variedade mais disponível durante o verão mesmo que estejam disponíveis o ano todo. Possui múltiplos usos na cozinha, possuindo um leve sabor de limão. Originárias da Bélgica e recebem o nome da região de Anjou, na França. A variedade foi introduzida na Inglaterra em 1842.

danjou

Bartlett: também conhecida como william´s ou Summer Gold, é originária de Aldermaston, Berkshire, Inglaterra, 1799. Possui formato de sino e polpa branca, de sabor suave, bem cremosa e doce, tornando-se ideal para saladas ou consumida in natura. O nome americano Bartlett foi nomeado por Enoch Barlett, que ao um pomar de pêras em Boston, não sabia que as pêras já tinham nome e passou a vendê-las como pêras Bartlett.

Bosc: da Bélgica e da França, é uma pêra de aroma forte e polpa bem crocante, sendo perfeita para preparações cozidas ou assadas. Introduzida nos Estados Unidos em 1832.

Comice: francesa, é muito consumida pelos americanos. Tem textura amanteigada e doce e é acompanhamento perfeito para queijos tipo brie, camembert e os de mofo azul.

Concorde: original da Inglaterra em 1800 é uma pêra típica americana que combina as melhores características das pêras Conference e Comice, das quais deriva. Perfeita para qualquer uso culinário por manter seu formato firme, assim como para ser consumida in natura. Possui textura firme, é suculenta apresentando notas de baunilha e apresenta pouca oxidação ao ser cortada.

Conference: de formato alongado e fino com casca verde com manchas marrons é doce, suculenta e de textura suave. Deve ser consumida bem madura quando in natura ou cozida em calda. Combina muito bem com queijos e saladas. A Conference é cultivada apenas na Bélgica, Holanda e em algumas partes de França. Foi descoberta em 1884 e assim nomeada para a British National Pear Conference de 1895 onde foi apresentada.

Ercolini: conhecida também como coscia, é de origem europeia, a região de Pera de Jumilla, em Murcia, na Espanha, possui a denominação de origem protegida dessa variedade. Os frutos são pequenos, de casca verde com manchas avermelhadas (geralmente nos locais em que recebem mais Sol) e são perfeitas para o preparo de doces já que possuem polpa firme.

ercolini

Forelle: possui polpa crocante e firme, de sabor doce e úmida, com casca coberta com pontos escuros. Cultivada originalmente na Saxónia, Alemanha em 1670.

Hardy: desenvolvida em Bolougne, França, em 1820 é uma pêra de outono, com polpa branca ou rosa claro, bem doce com aroma leve de água de rosas. Possui grandes índices de beta-caroteno, cálcio, fibra e vitamina C.

Nashi: também conhecida como pêra asiática é uma pêra macia, suculenta com casca firme e dura com o formato semelhante a uma maçã. São resistentes e não necessitam de maturação para serem consumidas.

nashi-ou-asiatica

Nashi ou Asiática

Seckel: descoberta como uma planta selvagem na Filadélfia, nos Estados Unidos nos anos 1800, é a menor pêra cultivada e a mais doce, tanto que mereceu o título de ‘pêra de açúcar’.

Starkrimson: com casca vermelha é uma pêra suave e doce com aroma floral, de textura lisa e suculenta perfeita para canapés e saladas. É uma pêra de verão, muito consumida pelos americanos, descoberta em Missouri nos anos 50 foi patenteada pelos irmãos Stark.

Packham´s: também conhecida como pack (ou pack´s) é um hibrido do cruzamento da uvedale st. Germain e da bartlett (ou william´s) que surgiu em 1896 na Austrália. A maioria das pêras completa seu desenvolvimento mesmo quando colhidas prematuramente, ao contrário, a Pack  adquire mais sabor quando deixada  maior tempo possível na árvore. Trazida do Chile e Argentina é macia e é uma ótima opção para saladas.

Passe-Crassane: desenvolvida na Normandia é um hibrido do marmelo, de polpa dura e granulosa cultivada nos Estados Unidos e algumas partes da Europa. Perfeita para suportar cocções ou para agregar crocância à saladas e sobremesas.

Portuguesa: também denominada Rocha foi descoberta em 1836 em Sintra, Portugal. Polpa firme e doce pode ser consumida verde (mais crocante) ou madura (bem macia e suculenta). É uma ótima opção para produção de sobremesas, para ser consumida in natura, em sanduíches, bolos e doces e para ser servida com carnes.

IMG_5725

Winter Nelis: de polpa aromática, firme e suculenta, essa variedade é nativa da Bélgica e perfeita para recheios de tortas e compotas.

Ya: originaria do norte da China possui polpa branca com sabor de rosas e abacaxi.

Outros tipos: Abaté, Giffard, Clapp´s, Josephine, Red Sensation, Doyenné, Durandeau, Triomphe, Coscia, Guyot, Passe Crassane, Kaiser, S Maria, Morettini, Verdi, Bonne Louise, Taylor´s, Perola, Bon Rouge, Emperor, Flamingo, Emperor, Harrow, Highland, Rosemarie, Victoria Blush, Vermont Beauty, e muitos etc!

Se você conhece alguma pera não mencionada aqui, conta pra mim nos comentários!

Referências Tabela de Sazonalidade portuguesa. Disponível em: http://www.fiel.pt/pt/. Acesso em 10 de março de 2015. PERAS USA. Variedad de peras. Disponível em: http://www.perasusa.com. Acesso em 2 de março de 2015. SEATON, Lynda. Fresh Produz Desk Book. Lockwoodpress, 2000.