Pular para o conteúdo
Início » Como Fazer Bolinho de Chuva com Bicabornato?

Como Fazer Bolinho de Chuva com Bicabornato?

Compartilhe ; )

O bolinho de chuva é uma sobremesa tradicional brasileira feita de massa frita, geralmente polvilhada com açúcar e canela. A adição de bicarbonato de sódio à massa pode ajudar a fazê-la crescer e ficar mais leve. No entanto, é importante ter cuidado ao usar bicarbonato de sódio, pois ele pode alterar o sabor da massa, deixando-a mais ácida. Para evitar esse problema, algumas pessoas preferem usar fermento em pó, que assim proporciona o mesmo efeito de crescimento sem alterar o sabor.

Bolinho de Chuva com Bicabornato

Camila Loeper
Bolinho de chuva com bicarbonato de sódio: leve e fofinho, perfeito para acompanhar o café da tarde.
Tempo Total 28 minutes
Refeição Café da Manhã, cafe da tarde, Lanche, Sobremesa
Culinária Brasileira, Portuguesa
Serve 20 porções
Calorias 86 kcal

Equipamento

  • Tigela
  • Papel-toalha

Ingredientes
  

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1/2 xícarra de açúcar
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1 ovo
  • 3/4 xícarra de leite
  • Óleo para fritar

Instruções
 

  • Em uma tigela grande, misture a farinha de trigo, o açúcar, o bicarbonato de sódio, o fermento em pó e o sal.
  • Adicione o ovo e o leite e misture até formar uma massa homogênea.
  • Aqueça o óleo em uma panela grande em fogo médio-alto.
  • Use uma colher de sopa para colocar porções da massa no óleo quente.
  • Frite os bolinhos de chuva até que estejam dourados de ambos os lados, cerca de 3 a 5 minutos por lado.
  • Retire os bolinhos de chuva do óleo e coloque-os em papel toalha para remover o excesso de óleo.
  • Polvilhe com açúcar e canela antes de servir.
Keyword bolinho de chuva com bicabornato, receita de bolinho de chuva

Dicas para Preparar Bolinho de Chuva com Bicarbonato de Sódio

  • Aqueça o Óleo: Certifique-se de que o óleo esteja bem quente antes de colocar a massa na panela. Se o óleo estiver frio, os bolinhos ficarão moles e não dourarão.
  • Adicione Bicarbonato de Sódio com Cuidado: Use a quantidade correta de bicarbonato de sódio para evitar que a massa fique ácida e altere o sabor.
  • Misture Suavemente: Para evitar a formação de bolhas na massa, misture-a suavemente e não bata muito.
  • Ajuste a Consistência: Se a massa estiver muito espessa, adicione leite aos poucos até atingir a consistência desejada.
  • Frite em Pequenas Porções: Frite os bolinhos em pequenas porções para manter a temperatura do óleo estável e garantir uma fritura uniforme.
  • Deixe Esfriar: Deixe os bolinhos esfriarem por alguns minutos antes de polvilhar com açúcar e canela para evitar que se desmanchem.
  • Sirva Quentes: Sirva os bolinhos quentes para obter o melhor sabor e textura.

Variações da Receita

Adição: Adicione purê de abóbora à massa para um sabor único e nutritivo. Tempere com canela e noz-moscada para um toque especial.

Recheio: Coloque um pedaço de queijo minas e uma fatia de goiabada no centro dos bolinhos antes de fritar.

Adicione raspas de limão ou laranja à massa para um toque cítrico e refrescante.

Acrescente uma colher de chá de extrato de baunilha à massa para assim obter um sabor mais rico e aromático.

Misture canela em pó diretamente na massa para um sabor mais intenso de canela.

História e Curiosidades do Bolinho de Chuva

História

O bolinho de chuva é uma iguaria clássica da culinária brasileira, com raízes profundas nas tradições culinárias do país. Apesar de sua origem exata ser incerta, acredita-se que a receita tenha sido trazida pelos colonizadores portugueses. Em Portugal, existe uma sobremesa semelhante chamada “filhós,” que é especialmente consumida durante as festividades de Natal. No Brasil, o bolinho de chuva rapidamente se adaptou aos ingredientes locais e assim se tornou uma presença constante nas cozinhas, especialmente nas regiões Sul e Sudeste.

Os bolinhos de chuva ganharam popularidade por serem uma solução prática e saborosa para utilizar ingredientes comuns que muitas vezes já estavam disponíveis nas despensas das famílias brasileiras. Além disso durante as tardes chuvosas, quando as crianças não podiam brincar fora de casa, as mães e avós preparavam essa delícia para alegrar os pequenos, daí o nome “bolinho de chuva.”

Curiosidades

Origem do Nome

O nome “bolinho de chuva” vem da tradição de preparar essa delícia em dias chuvosos, quando as crianças estavam em casa e as famílias buscavam por lanches rápidos e saborosos para alegrar o dia.

Popularidade no Brasil

Embora seja muito popular no Brasil, o bolinho de chuva tem origens que remontam a várias culturas, especialmente a portuguesa. No Brasil, ele se tornou um clássico nas cozinhas de todo o país, especialmente nas regiões Sul e Sudeste.

Receita Simples

A simplicidade da receita contribuiu para sua popularidade. Feito com ingredientes básicos que geralmente estão disponíveis em casa, o bolinho de chuva é uma opção prática e econômica para um lanche rápido.

Variedades pelo Mundo

O bolinho de chuva tem versões em diversos países. Na Espanha, por exemplo, existe uma receita semelhante chamada “buñuelos”. Nos Estados Unidos, existem os “doughnut holes”, que lembram os bolinhos de chuva brasileiros.

Tradição Familiar

Muitas pessoas associam o bolinho de chuva a memórias de infância e momentos em família. É comum ouvir histórias de avós que preparavam bolinhos de chuva para os netos nas tardes chuvosas.

Versatilidade

Além de ser uma sobremesa deliciosa, o bolinho de chuva pode ser adaptado para diferentes gostos. Pode ser recheado com diversos ingredientes, como doce de leite, Nutella, goiabada, creme de confeiteiro, entre outros.

Formas e Tamanhos

Tradicionalmente, os bolinhos de chuva são feitos em forma de pequenas esferas, mas também podem ser moldados em diferentes formatos, como rosquinhas ou bastões, de acordo com a preferência.

Influência Portuguesa

A receita básica dos bolinhos de chuva foi trazida pelos colonizadores portugueses. Em Portugal, há uma sobremesa semelhante chamada “filhós”, especialmente consumida durante as festividades de Natal.

Acompanhamentos Clássicos

No Brasil, as pessoas costumam servir os bolinhos de chuva com café ou chá, mas também os acompanham com uma variedade de molhos doces, como calda de chocolate ou mel.

Conclusão

O bolinho de chuva com bicarbonato de sódio é uma deliciosa variação da receita tradicional, proporcionando uma textura leve e aerada que todos vão adorar. Fácil de preparar e utilizando ingredientes que normalmente temos em casa, esta receita é ideal para um lanche da tarde ou para relembrar os sabores da infância, então experimente e desfrute de momentos doces e especiais com essa delícia!

Perguntas Frequentes

Qual é a diferença entre usar bicarbonato de sódio e fermento em pó na receita?

O bicarbonato de sódio precisa de um ácido para reagir, o que pode deixar a massa mais leve. No entanto, deve ser usado com moderação para evitar um sabor amargo. O fermento em pó contém bicarbonato e um ácido seco, assim sendo mais estável e sem alterar o sabor.

Como evitar que o bolinho de chuva fique com gosto amargo ao usar bicarbonato de sódio?

Use a quantidade correta (1 colher de chá), misture bem na massa assim evitando o excesso para prevenir um sabor amargo ou metálico.

Por que meus bolinhos de chuva absorvem muito óleo durante a fritura?

O óleo deve estar a 180°C. Se estiver muito frio, os bolinhos absorverão mais óleo, frite em lotes pequenos para manter assim a temperatura do óleo estável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recipe Rating